Yolanda Pantin | Vitral de mulher só

Tradução
Lucas Reis Gonçalves

 

Sabe-se de uma mulher que está só
porque caminha como uma mulher que está só
Sabe-se que não espera ninguém
porque caminha como uma mulher que não espera ninguém
Isto é
move-se irregularmente e de vez em quando olha para seus sapatos
Sabe-se das mulheres que estão sós
quando tocam um botão por um longo tempo
As mulheres sós não inspiram piedade
nem dão medo
se alguém cruza com elas em meio à calçada
se afasta por medo de ser contagiado
As mulheres sós olham a paisagem
e se diria que são amantes
das calçadas/ dos mezaninos/ dos bueiros/ do subsolo
dos subterfúgios
As mulheres sós estão sobre a terra tal como sobre as árvores
dá no mesmo porque para elas é o mesmo
As mulheres sós recitam parlamentos
estou só
e isto quer dizer que está com ela
para não dizer que está com ninguém
tanto se considera uma mulher só
As mulheres sós fazem amor amorosamente
algo dói nelas
e logo tudo é na verdade triste ou colérico ou simplesmente amor
Estas mulheres se iluminam com lanternas
vão ao detalhe
sabem onde se encontra cada coisa
porque temem seguir perdendo
e já perderam ou ganharam demais
Elas não sabem
porque vão do pranto à alegria
e às vezes pensam na morte
Também planejam uma longa viagem e imaginam encontros possíveis
Administram o dinheiro
compram legumes
trabalham de 8 a 8
Se tem filhos fazem de mães
são ternas e delicadas
ainda que muitas vezes se alterem
um pensamento recorrente é
já não posso um minuto mais
As mulheres sós têm uma infinidade de medos
terrores francamente noturnos
os sonhos de tais mulheres são
terremotos catástrofes sociais
Uma mulher só reconhece outra mulher só de forma imediata
leva o mesmo pescoço irado
o que não quer dizer que não queiram a ninguém mais que a si mesmas
isto é completamente falso
O certo é que a casa de uma mulher só
está aberta às suas vontades
Uma mulher só
não pode curar a solidão
porque nada está enfermo
remedia-se o curável
uma gripe ou uma dor de estômago
A mulher que pensar que sua solidão é curável
não é uma mulher só
é um estado transitivo entre duas solidões
infinitamente mais perigosas
Uma mulher só é uma mulher acompanhada
ainda que deste fato não se note mais que o sapato
ao que olha atento
ou o botão
que parece representar algo verdadeiramente importante
como de fato é
como as árvores ou o céu
só que o privilégio que deriva de semelhante atenção
é antes próprio das almas temperadas ao seguinte fogo:
ide contigo
para estar convosco.

Foto de capa: Vasco Szinetar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s